This content is not available in your region

"Estado da União": Hungria, Turquia e crianças migrantes

Access to the comments Comentários
De  Euronews
"Estado da União": Hungria, Turquia e crianças migrantes

<p>Usar a cenoura ou o pau? No que toca à Hungria, Bruxelas está hesitante e este é um dos temas em destaque no “Estado da União”, programa que passa em revista a atualidade europeia da semana.</p> <p>Embora a Comissão Europeia, pela voz de um vice-presidente, tenha dito que até à data não há uma ameaça sistemática ao Estado de direito na Hungria, ainda poderá abrir um processo por infração das leis comunitárias contra o governo de Budapeste. </p> <p>Bruxelas está preocupada com recentes leis, tais como a da sistemática detenção dos migrantes e a referente ao Ensino Superior. Outra lei polémica em preparação vai exigir às organizações não-governamentais que declarem financiamentos com origem no estrangeiro superiores a 23 mil euros, por ano. </p> <p>De acordo com a Europol desapareceram mais de 10 mil crianças migrantes não acompanhadas, entre 2014 e 2016, que poderão ter sido alvo de exploração, nomeadamente sexual, por parte de redes mafiosas. </p> <p>Atualmente, um em cada três requerente de asilo na Europa é menor e a Comissão Europeia quer que os Estados-membros lhes dêem maior proteção. </p> <p>A relação entre a Turquia e a União Europeia nunca foi tão má, apesar de existir convergência de interesses, incluindo na gestão da crise migratória. Em que ponto estão as negociações sobre a adesão? A euronews foi ouvir a opinião do eurodeputado alemão Alexander Graf Lambsdorff. </p> <p>Ainda é primeiro-ministro e acumula agora a Presidência da Sérvia: Aleksandar Vucic recebe a nota baixa da semana e enfrenta a ira de milhares de jovens sérvios que o acusam de deriva autoritária. </p> <p>A investigação sobre os Panama Papers levada a cabo por mais de 300 jornalistas em todo mundo recebeu um Prémio Pulitzer. O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação recebe a nota alta da semana pelo seu trabalho que revelou evasão fiscal em grande escala através de empresas offshore.</p> <p>Agenda da próxima semana:</p> <p>terça-feira, 18 de abril: Chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, visita China, Índia e Rússia (até 24 de abril)</p> <p>quinta-feira, 20 de abril: Presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, visita a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, em Londres</p> <p>domingo, 23 de abril: Primeira volta das eleições presidenciais em França</p>