This content is not available in your region

Bruxelas acolheu marcha de religiosos muçulmanos contra o terrorismo

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva
Bruxelas acolheu marcha de religiosos muçulmanos contra o terrorismo

<p>A marcha dos muçulmanos contra o terrorismo chegou, segunda-feira, a Bruxelas, um dos pontos de paragem do périplo levado a cabo por líderes religiosos muçulmanos e que teve início, sábado, em Paris. </p> <p>“Queremos prestar homenagem às vítimas, repudiar a barbárie e os criminosos e dizer que a nossa religião, o Islão iluminado, não pertence a essa minoria”, disse, à euronews, Hassan Chalghoumi, imã na cidade francesa de Drancy e um dos organizadores. </p> <p>“Eles fazem-nos reféns e recrutam as nossas crianças. É um risco enfrentar o Daesh e esses bárbaros, mas os imãs arriscam as suas vidas”, acrescentou. </p> <p>Cerca de três dezenas de imãs percorrem várias cidades atingidas por ataques terroristas perpetrados por membros ou apoiantes dos radicais islâmicos do Daesh. </p> <p>“É um forte sinal que nos chega do mundo muçulmano e sempre dissemos que a grande maioria dos muçulmanos não aceita estes atos terroristas. Estes imãs que se juntaram aqui mostram que essa é a verdade, sendo que, muitas vezes, eles são as primeiras vítimas do que se está a passar”, disse, à euronews, Jan Jambon, ministro da Administração Interna belga. </p> <p>Políticos, intelectuais e cidadãos de todas as religiões são convidados a juntarem-se ao grupo, em cada cidade. </p> <p>O imã de Lisboa também participa na viagem de autocarro, que passará, ainda, por cidades do Reino Unido e da Alemanha, terminando a 14 de julho, em Paris.</p>