This content is not available in your region

Arte na realidade virtual: Experiências pioneiras na Academia Real Inglesa

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Arte na realidade virtual: Experiências pioneiras na Academia Real Inglesa

<p>Artistas da Academia Real Inglesa, a Royal Academy School of Arts de Londres, estão a desenvolver um <a href="https://www.royalacademy.org.uk/exhibition/project-virtually-real">projecto de criação artística virtual</a> inovador. </p> <p>As obras de arte virtuais por eles criadas serão posteriormente realizadas em impressão tridimensional e expostas numa mostra de escultura.</p> <p>Para Elliott Dodd, um dos alunos da Academia Real, esta é a primeira experiência com realidade vistual.</p> <p>“O desafio é principalmente começar do zero com uma tecnologia que nunca usei. É como pegar numa ferramenta com que nunca trabalhámos mas onde há mecanismos que entendemos, uma espécie de descoberta intuitiva de um programa informático que nunca usámos”, explicou Dodd.</p> <p>Um atelier virtual pode libertar o artista de uma série de constrangimentos e é isso que Elliott Dodd diz das primeiras experiências com esta tecnologia:</p> <p>“Há um vasto leque de experiências a fazer, porque o software está numa fase inicial de desenvolvimento, numa versão inicial. É difícil prever como vão desenvolver-se e ser utilizados estes programas de desenho, comercialmente ou no campo artístico. Por isso tudo aquilo que fazemos é ainda terreno desconhecido.”</p> <p>Os artistas recorrem a dois programas: Tilt Brush, um programa de pintura, e Kodon, um programa de modelagem tridimensional.</p> <p>O equipamento informático necessário a esta tecnologia é disponibilizado pela companhia <span class="caps">HTC</span> (High-Tech Computer Corporation) de Taiwan.</p> <p>“O que há de emocionante sobre a realidade virtual é que, pela primeira vez, se estão a encontrar o mundo real e o imaginário, ou o mundo virtual. E como você pode ver aqui, esta noite, estes artistas entram no mundo virtual para criar peças de arte que depois trazemos para o mundo real como objetos tridimensonais – o que é um passo pioneiro”, afirmou Rikard Steiber, que se juntou à <span class="caps">HTC</span> para desenvolver o projeto de realidade virtual..</p> <p>As obras serão expostas em janeiro de 2017 e os visitantes poderão interagir também com o processo criativo.</p>