This content is not available in your region

Postcards do Cazaquistão: A fé e o amor de Aisha Bibi

Postcards do Cazaquistão: A fé e o amor de Aisha Bibi
De  Euronews

<p>Taraz é uma das mais antigas cidades do Cazaquistão. Há vários pontos históricos aqui que estão a ser restaurados. Um deles é o mausoléu Aisha Bibi, cuja origem remonta aos séculos 11 e 12.</p> <div style="width:280px; float:right; margin:20px;"> <div style="border-top: #333 3px double; border-bottom: #333 3px double; font-size:12px; padding-top:16px;"> <h3>O mausoléu de Aisha Bibi em resumo:</h3> <ul> <li>Foi construído entre os séculos 11 e 12</li> <li>O restauro começou em 2002</li> <li>Segundo a lenda, um governante construiu-o para a sua amada</li> <li>A mulher, Aisha Bibi, foi morta por uma serpente quando ia ao seu encontro</li> <li>Muitos casais visitam o local no dia do matrimónio para trazer boa sorte</li> </ul> </div> </div> <p>O trabalho de recuperação do monumento e dos jardins arrancou em 2002, para que as próximas gerações também possam usufruir de Aisha Bibi.</p> <p>Reza a lenda que um antigo governante mandou construi-lo em honra de uma jovem mulher por quem se apaixonou. Mas ela foi morta por uma serpente, quanto tentava ir ao seu encontro, contrariando a vontade dos pais. <em>“O monumento medieval é dedicado à fé e ao amor. É um talismã sagrado”</em>, considera o especialista Zhadyrayev Zhemisbek.</p> <p>É exatamente por isso que vários casais se dirigem aqui no dia do matrimónio, para trazer boa sorte à sua união.</p>