Vídeo

euronews_icons_loading
Filipinos destróem imagem do presidente

Filipinos destróem imagem do presidente

Centenas de pessoas desfilaram em Manila, esta sexta-feira, e assinalaram o Dia Internacional dos Direitos Humanos com a destruição de uma imagem do presidente filipino Rodrigo Duterte.

A manifestação ocorreu um dia depois de o Supremo Tribunal filipino ter validado a legalidade de uma lei anti-terrorismo que a oposição diz que ameaça a democracia e amordaçar a dissidência. O Supremo chumbou no entanto uma disposição da lei que classificava como atividades terroristas os  protestos de rua, o ativismo e as greves laborais.

Antes de ser destruída, a imagem retratava Duterte com chifres ao lado do candidato presidencial Ferdinand "Bong-bong" Marcos Jr e da candidata a vice-presidente Inday "Sara" Duterte, filha do Chefe de Estado.

Um dos organizadores do protesto, Renato Reyes, disse que "o estado dos direitos humanos nas Filipinas é muito sombrio", e questionou o convite dos Estados Unidos para que Duterte participasse  na Cimeira para a Democracia, organizada pelo presidente norte-americano Joe Biden