Kiev não reivindica abertamente as investidas, que já tinham visado duas bases aéreas

Novos alvos militares atacados em solo russo

EUA garantem que não estão a ajudar a Ucrânia nestas ofensivas