Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

7 de Novembro é pela última vez feriado na Rússia

7 de Novembro é pela última vez feriado na Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

Uma data, duas celebrações, num feriado que vai desaparecer do calendário russo. A 7 de Novembro recorda-se a marcha dos soldados na Praça Vermelha, em 1941, antes da partida para a frente de batalha. A 7 de Novembro celebra-se o arranque da Revolução de Outubro.

Depois do final da União Soviética, o 7 de Novembro passou a ser o Dia do Acordo e da Reconciliação. Agora Vladimir Putin mudar o feriado, já no próximo ano, passando o dia da reconciliação nacional a ser 4 de Novembro, data da vitória numa guerra contra a Polónia, em 1612, que colocou um ponto final no caos bolchevique na Rússia durante três séculos. É também a data do nascimento de Alexander Kolchak, o almirante responsável pela frota do mar negro na Primeira Guerra Mundial, que acabou fuzilado durante a revolução. A cada ano que passa, é menor o número de comunistas que celebra o 7 de Novembro, no sul de Moscovo, em frente da estátua de Lenine. Este ano, os cerca de 10 mil participantes aproveitaram para protestar contra a supressão do dia feriado, mas também contra as reformas políticas de Vladimir Putin. Para Guennadi Ziouganov, o número 1 do PC russo, “A União Soviética era cem vezes mais democrática que o regime Putin”.