Última hora
This content is not available in your region

Europa quer reforçar controlo na fabricação de drogas

Europa quer reforçar controlo na fabricação de drogas
Tamanho do texto Aa Aa

Os Vinte e Cinco são unânimes quanto à necessidade de reforçar o controlo dos precursores de droga – isto é, as substâncias químicas utilizadas para fabricar drogas sintéticas, como o ecstasy.

Nos últimos anos, a União tornou-se um dos principais produtores e exportadores de ecstasy, devido à facilidade com que importa os precursores. Os ministros prevêem obrigar os importadores a um registo prévio, para não privarem a indústria química destas substâncias. O sector está, neste momento, a braços com uma outra proposta legislativa que não lhe agrada: a directiva Reach. O debate foi relançado. O objectivo é fazer testar, nos próximos 11 anos, 30 mil substâncias químicas utilizadas actualmente nos mais diferentes produtos, e cujos riscos para a saúde e ambiente se desconhecem. A indústria diz que tais testes acarretam custos insuportáveis para o sector e tenta pressionar a Comissão para que suavize a proposta de directiva.