Última hora
This content is not available in your region

Ataques na Arábia Saudita fazem subir preço do petróleo

Ataques na Arábia Saudita fazem subir preço do petróleo
Tamanho do texto Aa Aa

O petróleo voltou a subir, esta segunda-feira, depois de um período de acalmia, em que atingiu um mínimo dos últimos três meses. Depois das quedas da última semana, durante as quais o preço do barril desceu 14 por cento, os últimos acontecimentos na Arábia Saudita fizeram os preços subir outra vez.

O ataque ao consulado norte-americano no país que é o maior produtor da OPEP teve um efeito de choque nos preços. O ministro iraniano do petróleo, Bijan Zanganeh, diz que todas as hipóteses estão em aberto para a reunião do cartel, sexta-feira, no Cairo, incluindo um eventual corte nas quotas de produção. O Irão, segundo maior produtor da OPEP, tem mostrado alguma preocupação, nos últimos tempos, pelo excedente de oferta, que é actualmente de dois milhões de barris por dia. Este excedente é visto por alguns analistas como necessário para controlar a alta nos preços, mas as opiniões não são unânimes. No IPE, de Londres, o barril de Brent ronda os 40 dólares. No NYMEX, de Nova Iorque, o crude está acima dos 42 dólares por barril.