Última hora

Última hora

Fotos do desarmamento do IRA entravam processo de paz na Irlanda do Norte

Em leitura:

Fotos do desarmamento do IRA entravam processo de paz na Irlanda do Norte

Fotos do desarmamento do IRA entravam processo de paz na Irlanda do Norte
Tamanho do texto Aa Aa

Depois do encontro de Setembro, é sem grandes esperanças mas recusando baixar os braços que o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, e o homólogo irlandês, Bertie Ahern, se reúnem hoje em Belfast, para, se não anunciarem um acordo, pelo menos divulgarem a proposta para relançar o processo de paz na Irlanda do Norte.

Os dois principais partidos católicos e protestantes divergem sobre a publicação de provas do desarmamento do IRA. O Exército Republicano Irlandês (IRA) está disposto a desmantelar o arsenal perante a comissão presidida pelo general John de Chastelain e duas testemunhas eclesiásticas, mas não aceita publicar fotografias. Segundo Gerry Adams, o líder do Sinn Fein, o “IRA reconhece que as preocupações dos Unionistas sobre a destruição de armas são genuínas, mas Ian Painsley também tem de reconhecer que a organização clandestina não se vai submeter a um processo de humilhação”. No entanto, o reverendo Ian Painsley mantém-se firme e continua a exigir provas fotográficas do desarmamento para aceitar dividir o poder com os católicos. No parlamento, o chefe do governo irlandês, Bertie Ahern, reconheceu que a situação será complicada se não houver um compromisso dentro de 48 horas, o que parece impossível, tendo em conta as posições.