Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Parlamento Europeu vota início das negociações de adesão com a Turquia

Parlamento Europeu vota início das negociações de adesão com a Turquia
Tamanho do texto Aa Aa

Os eurodeputados votam, esta quarta-feira, o relatório do holandês Camiel Eurlings favorável ao início das negociações de adesão com a Turquia. Os parlamentares que se opõem ao relatório conseguiram para já uma vitória, a de que o voto seja secreto, permitindo àqueles que nunca ousariam votar contra de o fazerem.

No entanto, espera-se que o relatório seja aprovado mesmo se não tem qualquer peso jurídico, como referiu o presidente do parlamento, Josep Borrell, aos microfones da EuroNews. “O voto do parlamento é muito importante politicamente. Neste momento, não é vinculativo juridicamente e o conselho não é obrigado a tê-lo em consideração. Mas no final do processo de negociações – se elas começarem e terminarem -, quando acabarem, a última palavra será a do parlamento. O parlamento é decisivo e é melhor que se implique no início do que no final do processo”. Com ou sem peso jurídico, esta votação vai ser seguida de muito perto na Turquia, já que é um sinal enviado aos 25 na véspera do início do Conselho Europeu, que termina na sexta-feira. Entretanto, o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, dirigiu-se aos deputados no parlamento de Ancara. O chefe de governo disse estar optimista, mas voltou a abordar um aspecto do seu optimismo já expresso aos embaixadores dos países dos 25 em Ancara. A Turquia dirá não se lhe forem apresentadas condições inaceitáveis para o início das negociações e só aceitará negociações que terminem com a adesão do país à União Europeia.