Última hora
This content is not available in your region

Belgas recordam vítimas da tragédia no Índico

Belgas recordam vítimas da tragédia no Índico
Tamanho do texto Aa Aa

Uma cerimónia ecuménica, e que reuniu os membros da casa real belga com personalidades políticas como o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso,aconteceu este sábado na catedral de Saint Michel, em Bruxelas. O motivo que os juntou aconteceu a milhares de quilómetros de distância, mas afectou o mundo inteiro.

A missa foi em memória dos seis mortos belgas no Sudeste asiático, que o primeiro-ministro do país, Guy Verhofstadt, relembrou, mas também da vítima portuguesa e de todas as outras provenientes dos vários países europeus que se mobilizaram na ajuda humanitária às nações do Índico. O embaixador do Sri Lanka em Bruxelas agradeceu, aliás, o imenso apoio que tem recebido na região afectada pelo tsunami. Os países nórdicos contam-se entre os mais atingidos pela catástrofe. Suécia, Noruega e Finlândia contabilizam sete dezenas de mortos e mais de mil desaparecidos. Os primeiros-ministros dos três países dirigiram-se à Tailândia onde vão agradecer a ajuda prestada aos seus sobreviventes.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.