Última hora

Rede de imigração clandestina desmantelada em Itália

Rede de imigração clandestina desmantelada em Itália
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades italianas desmantelaram uma rede de imigração clandestina. A polícia deteve 14 indivíduos estrangeiros envolvidos no tráfico humano. No total, os magistrados emitiram mandados de captura para 13 cidadãos egípcios, oito sudaneses, quatro marroquinos, três iraquianos e um sírio. Apenas cinco dos suspeitos residem fora de Itália.

A rede organizava o desembarque de clandestinos na ilha de Lampedusa. O ponto de partida das embarcações era a Líbia. Só no ano passado a rede terá efectuado mais de 30 viagens e cada travessia custava cerca de 1500 euros por pessoa. Em seguida, a organização conseguia que os imigrantes fossem enviados para um centro de acolhimento no Sul da península, de onde os ajudava a escapar. Na investigação, constam nomes de cidadãos italianos suspeitos de fornecimento de documentação falsa. Entretanto, 10 imigrantes clandestinos foram encontrados mortos ao largo das ilhas Canárias. A embarcação onde seguiam estava à deriva a cerca de 500 quilómetros a Sul do arquipélago espanhol.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.