Última hora

Última hora

Sondagem dá vitória ao "Não" no referendo francês sobre Constituição Europeia

Em leitura:

Sondagem dá vitória ao "Não" no referendo francês sobre Constituição Europeia

Sondagem dá vitória ao "Não" no referendo francês sobre Constituição Europeia
Tamanho do texto Aa Aa

Se os franceses referendassem hoje a Constituição Europeia, o “Não” sairia vencedor por uma margem mímima. Mas o escrutínio realiza-se a 20 de Maio.

A esquerda gaulesa, contudo, aproveita o momento para ganhar terreno. A secretária nacional do Partido Comunista, Marie-George Buffet, aos partidários, afirmou que “o texto é uma espécie de um colete de forças dos liberais. Os que defendem o “Não” estão juntos para dizer que querem uma verdadeira agenda de esquerda no futuro. Para isso não querem ser acorrentados pela constituição de Giscard”. A primeira sondagem sobre o tema foi publicada na edição de hoje do jornal Le Parisien. A plataforma política no governo, a UMP de Jacques Chirac, mais do que a opinião dos franceses sobre a Carta Magna europeia, vê uma avaliação dos dez anos de Chirac na presidência. Mas o chefe de Estado que se comprometeu pessoalmente nesta batalha, não tem, neste momento, quaisquer garantias de vitória. Quase toda a oposição está contra, os partidos da extrema-direita também, para além dos grupos de defensores do “Não” dentro da própria UMP. Para o presidente, mais do que defender a Europa está em causa a defesa do seu percurso político.