Última hora

DaimlerChrysler vai eliminar empregos na divisão Smart

DaimlerChrysler vai eliminar empregos na divisão Smart
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A DaimlerChrysler vai cortar 700 postos de trabalho na filial Smart, como parte de um plano para rentabilizar esta divisão. Os cortes podem mesmo atingir mil empregados, nos próximos dois anos. Em 2007, a Smart espera atingir o ponto de equilíbrio. O grupo germano-americano diz que espera lucros de 600 milhões de euros nesta unidade, nesse ano, depois da aplicação de um plano de redução de custos que prevê cortar as despesas em cerca de um terço.

As vendas do Smart têm vindo a crescer lentamente, mas continuam abaixo das expectativas. Em 2004, foram vendidos pouco mais de 150 mil. As reduções de custos implicam o abandono de alguns projectos. A DaimlerChrysler desistiu, nomeadamente, de criar uma versão SUV do Smart. O grupo deve gastar, ao todo, 1,2 mil milhões de euros na reestruturação da filial Smart, durante este ano, para estimular as vendas. Não é só o Smart que está a dar dores de cabeça ao presidente da DaimlerChrysler, Juergen Schrempp. A Mercedes Group, que inclui as marcas Mercedes, Smart e Maybach, viu os lucros caírem 97 por cento no último trimestre do ano passado. O último grande golpe para o grupo aconteceu esta quinta-feira, quando a Mercedes se viu obrigada a recolher mais de um 1,3 milhões de carros, de vários modelos, por causa de problemas com o seistema eléctrico.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.