Última hora

Um cidadão japonês "gravemente ferido" foi sequestrado no oeste do Iraque.

Um cidadão japonês "gravemente ferido" foi sequestrado no oeste do Iraque.
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A informação é divulgada num “site” islamita pelo grupo Ansar al-Sunna, ligado à rede terrorista Al-Qaida, que reivindica o rapto.

Na página da internet é possível ver documentos que identificam o refém como sendo Akihito Saito, 44 anos. Entretanto, uma empresa de segurança cipriota confirmou que o japonês sequestrado era um dos seus empregados. Tóquio também já confirmou o sequestro. Este rapto segue-se ao do australiano Douglas Wood, de 63 anos, em cativeiro no dia 01 de Maio. Na sexta-feira, num vídeo difundido pela estação de televisão Al-Jazira os raptores de Wood davam 72 horas ao governo de Camberra para retirar as suas tropas do Iraque. O rapto do cidadão japonês e o fim do ultimato decretado pelos raptores de Douglas Wood acontecem num dia em que foi empossado um dos ministros-chave do governo iraquiano. Trata-se de Saadoun al-Duleimi, novo ministro da Defesa, que definiu a segurança e o combate ao terrorismo como prioridades máximas. O Conselho de ministros iraquiano reuniu-se esta segunda-feira pela primeira vez, desde que o executivo está oficialmente formado.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.