Última hora

Última hora

Referendo no Egipto motiva protestos de rua contra Mubarak

Em leitura:

Referendo no Egipto motiva protestos de rua contra Mubarak

Referendo no Egipto motiva protestos de rua contra Mubarak
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente Hosni Mubarak votou hoje, no Cairo, no referendo que dentro de três meses deverá alterar as condições da sua sexta candidatura ao lugar de chefe de Estado. A consulta popular centra-se sobre uma adenda à Constituição que permitirá ao próximo presidente ser, pela primeira vez, eleito por sufrágio universal directo.

Uma medida apresentada como democrática, mas que é vivamente contestada pelaoposição. Os principais partidos legais assim como a poderosa organização dos Irmãos Muçulmanos incitaram os eleitores ao boicote, denunciando as condições demasiadamente restritivas impostas aos futuros candidatos presidenciais. Caso a proposta seja aprovada em referendo, os candidatos terão que reunir o apoio de pelo menos 5% do Parlamento, maioritariamente controlado pelo Partido Nacional Democrático de Mubarak. Nas ruas do Cairo, onde todas os protestos estavam proibidos, apoiantes de Mubarak e da oposição do movimento “Kifaya” (Basta) manifestaram-se frente a frente. Os protestos terminaram com a intervenção musculada da polícia, que advertira antes que não toleraria qualquer manifestação. Até ao início da tarde registava-se uma participação fraca. Os funcionários públicos gozaram, no entanto, de um dia declarado feriado para votar, tendo sido transportados por autocarros privados até às assembleias de voto.