Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Futuro de Schroeder nas mãos do presidente Kohler

Futuro de Schroeder nas mãos do presidente Kohler
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O voto de não confiança que o parlamento alemão deu esta sexta-feira ao Chanceler Gerhard Schroeder abre caminho à realização de eleições antecipadas.

Uma decisão que está agora nas mãos do presidente Horst Koehler, que de acordo com a constituição tem 21 dias para convocar eleições ou manter Scroeder no governo. A alemanha enfrenta assim uma crise política que se junta ao lento progresso económico e ao aumento do desemprego. Uma conjuntura que, em caso de dissolução do parlamento, pode vir a beneficiar a oposição conservadora liderada por Angela Merkel. Enquanto isso os alemães parecem receptivos à saída de Schroeder. Para já, as sondagens dão uma vantagem de 17 pontos percentuais aos Democratas Cristãos liderados por Merkel, que tem a oportunidade de se tornar na primeira mulher Chanceler. Este parece ser o início de um forte abalo prestes a atingir a maior economia da Europa. Europa essa que já está mergulhada numa crise sem precedentes, iniciada com a rejeição Francesa e Holandesa ao tratado constitucional europeu.