Última hora

Polícia israelita mantém pressão sobre colonos judeus

Polícia israelita mantém pressão sobre colonos judeus
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a tensão em Israel, à medida que se aproxima a data imposta pelo Governo para a saída dos colonos israelitas na Faixa de Gaza.

As autoridades de Isarel continuam a proibir o acesso ao colonato de Goush Katif, no sul de Gaza. Pela segunda noite consecutiva, milhares de manifestantes permanecem em Kfar Maimon, resistindo à proibiçâo de acesso aos colonatos. Os manifestantes, entretanto, não poupam críticas ao primeiro-ministro. Acusam Ariel Sharon de adoptar medidas pouco democráticas, ao impedir o acesso aos colonatos, especialmente, a Goush Katif.Mas as autoridades insistem na interdição de passagem. Uma comissão representativa dos que se opõem à retirada dos colonos foi impedida de passar. Segundo as autoridades, entre eles, há elementos extremistas decididos a alterar a ordem. Na última madrugada, uma delegação de manifestantes reuniu-se com representantes das autoridades de Israel. Mas o acordo obtido foi escasso. As autoridades não cederam, apesar de os representantes do colonos se terem comprometido a evitar a violência que, nos últimos dias, causou três feridos, entre as forças de segurança. Os manifestantes sentem agora que as coisas se complicam. Terminaram todos os prazos legais de recurso e as possibilidades de inverter a situação são cada vez menores
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.