Última hora

Última hora

Cuba modera celebrações da Festa Nacional de 26 de Julho

Em leitura:

Cuba modera celebrações da Festa Nacional de 26 de Julho

Cuba modera celebrações da Festa Nacional de 26 de Julho
Tamanho do texto Aa Aa

Cuba já não festeja como antes a Festa Nacional de 26 de Julho.

O tradicional discurso de Fidel Castro passou do exterior do Quartel da Moncada, o ponto de partida da revolução cubana, para um espaço fechado – o Teatro Karl Marx em Havana. As 5 mil pessoas que, segundo as autoridades,assistiram ao discurso foram poucas, se compararmos com a mobilização de anos anteriores. A população não terá recebido a habitual convocatória para a manifestação de apoio ao regime castrista. O líder cubano ignorou tudo isso e garante que o país vai crescer mais de 7 por cento este ano. Mas os dissidentes estão a ter a maior publicidade de sempre, pelo menos no estrangeiro. Muitos têm-se desdobrado em entrevistas nos últimos dias a jornalistas internacionais para dizer que, em Cuba, não há dinheiro, a população vive na miséria, há cortes de electricidade todos os dias e durante várias horas. Depois da manifestação de 13 de Julho em que as forças de segurança se confrontaram com os participantes, foram os protestos em frente à embaixada de França que causaram mais polémica. 16 pessoas foram presas, mas já saíram em liberdade.