Última hora

Última hora

George Bush nomeia embaixador na ONU sem acordo do Senado

Em leitura:

George Bush nomeia embaixador na ONU sem acordo do Senado

George Bush nomeia embaixador na ONU sem acordo do Senado
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de vários meses de guerra entre a Casa Branca e o Capitólio, George W. Bush aproveitou as férias do Senado para nomear por decreto John Bolton para o cargo de embaixador norte-americano nas Nações Unidas.

No Salão Roosevelt, da Casa Branca, Bush fez-se também acompanhar pela secretária de Estado Condoleezza Rice e justificou a sua decisão. Para o presidente norte-americano, “o cargo é importante demais para continuar vazio, sobretudo em tempo de guerra e enquanto decorre o debate sobre a reforma da ONU”. John Bolton, de 57 anos, era desde 2001 subsecretário de Estado para o Controlo de Armas e Segurança Internacional. O novo embaixador é acusado pela oposição democrata de ter tentado manipular os serviços secretos e de ter pressionado analistas da administração para que apoiem as suas posições conservadoras durante o primeiro mandato de Bush. Por este motivo, a nomeação tinha ficado bloqueada no Senado devido aos votos contra dos democratas e de alguns republicanos que alegam que Bolton não tem “credibilidade” para exercer o cargo. O presidente norte-americano tem poderes para proceder a nomeações sem a confirmação do Senado. Mas neste caso o funcionário só ocupa o cargo até ao termo da legislatura, em Janeiro de 2007.