Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Israel avança com demolição de sinagogas em colonatos evacuados

Israel avança com demolição de sinagogas em colonatos evacuados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal de Israel deu luz verde ao exército, nesta quinta-feria, para demolir duas dezenas de sinagogas nos colonatos judaicos evacuados. Horas depois o primeiro-ministro Ariel Sharon suspendia a operação, de acordo com a imprensa israelita. Sharon queria pensar, pelo menos até domingo, para decidir se avançava ou não com a demolição dos edifícios ou com a sua trasladação.

Mas do terreno chega a informação de que algumas sinagogas foram destruídas, no bloco de Gush Katif, na Faixa de Gaza. Dezenas de fiéis e rabinos deslocaram-se a vários locais de culto para a derradeira oração, autorizada pelos soldados. Um dos fiéis afirma que “tal como os muçulmanos se sentiriam feridos com a destruição das mesquitas, os judeus sentirão o mesmo com a destruição dos seus locais sagrados”. As sinagogas são os únicos edifícios ainda inteiros nos colonatos evacuados, na Faixa de Gaza e na Cisjordânia. Os palestinianos são contrários à manutenção das estruturas, o Estado israelita pediu ao Supremo Tribunal autorização para demolir as estruturas, para evitar expô-las ao vandalismo. Em Agosto foram retirados dos templos os livros e outro material sagrado. Apenas duas sinagogas foram, até agora, trasladadas para outros colonatos israelitas.