Última hora
This content is not available in your region

Em altura de crise... híbridos brilham em Frankfurt

Em altura de crise... híbridos brilham em Frankfurt
Tamanho do texto Aa Aa

O salão automóvel de Frankfurt abre as portas ao público esta quinta-feira num cenário de crise, por culpa do cada vez mais elevado preço dos combustíveis. O salão marca a rentrée do mercado automóvel.

Os próximos seis meses vão ser pautados pela apresentação de novos modelos por parte dos principais construtores e também por mudanças nas cúpulas. As atenções estão viradas para os novos homens-fortes da Daimler-Chrysler, Dieter Zetsche, e da Renault, Carlos Ghosn. Embora para este ano se preveja uma ligeira retoma nas vendas de automóveis, os valores devem cair novamente para o ano, para os 14,4 mil carros vendidos na Europa Ocidental. Até 2010, os números devem subir muito ligeiramente, para os 14,9 milhões. A culpa desta crise é, naturalmente, da subida nos preços do petróleo, que faz com que os combustíveis estejam ao preço mais alto de sempre. A situação está a fazer os fabricantes adoptarem novas estratégias, nomeadamente promoções, habitualmente reservadas ao sector intermédio e aos carros de topo de gama, que agora são também aplicadas às gamas mais baixas. Outra novidade em destaque neste salão tem a ver com os carros híbridos, que combinam o combustível tradicional com energia eléctrica, fazendo assim poupanças. A Porsche apresenta uma versão híbrida do Cayenne, com tecnologia da Toyota, pioneira do género com o Prius. A Lexus, marca de topo de gama da Toyota, vai também apresentar um híbrido.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.