Última hora
This content is not available in your region

Presidência britânica propõe saída airosa para reconhecimento de Chipre

Presidência britânica propõe saída airosa para reconhecimento de Chipre
Tamanho do texto Aa Aa

É uma saída airosa, aquela encontrada por britânicos e franceses, para um problema que podia pôr em risco a abertura das negociações com a Turquia. Segundo o compromisso, a que chegaram a presidência britânica da União e a França, “a Turquia deve reconhecer a República de Chipre o mais rapidamente possível, após a abertura das negociações de adesão, no próximo dia 3 de Outubro, e antes da entrada do país” na União – o que não deverá acontecer antes de 2015.

No entanto, o governo cipriota grego de Nicósia – o único reconhecido internacionalmente na ilha de Chipre – ainda não se pronunciou sobre esta formulação. Há quase duas semanas que os Vinte e Cinco tentam mas não conseguem entender-se sobre a resposta a dar a Ancara. A Turquia, que só reconhece a auto-proclamada República Turca de Chipre do Norte, alargou, em Julho, o acordo alfandegário, que tinha com os Quinze, aos dez novos membros da União, mas anexou uma declaração unilateral na qual se nega a reconhecer a República de Chipre.