A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Reformas da ONU longe do previsto por Annan

Reformas da ONU longe do previsto por Annan
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Longe das propostas avançadas por Kofi Annan, os Estados-membros aprovaram em Assembleia Geral um acordo sobre a reforma das Nações Unidas.

Os principais pontos do documento de 35 páginas passam pela promoção da luta contra a pobreza, estabelecimento do direito de ingerência para evitar genocídios e crimes de guerra, criação de um conselho de direitos humanos e uma comissão de consolidação da paz.

O secretário-geral da ONU lamentou que os Estados-membros não tenham chegado a acordo sobre as grandes questões da actualidade como o desarmamento e não-proliferação de armas nucleares. As divergências entre países industrializados e em vias de desenvolvimento obrigou a adiar para depois da cimeira o crucial debate sobre o Novo Conselho de Segurança Se há uma palavra que marcará a cimeira do Milénio da ONU será com certeza divergência.