Última hora
This content is not available in your region

Curdos da Turquia reclamam participação nas negociações de adesão

Curdos da Turquia reclamam participação nas negociações de adesão
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 4.000 turcos curdos manifestaram-se, hoje, em Bruxelas a favor do reconhecimento do Curdistão e da inclusão dos curdos da Turquia nas negociações com a União Europeia.

A iniciativa foi organizada pela confederação das associações curdas europeias que exortou Ancara a libertar, Abdulha Ocelan, o líder do PKK capturado em 1999, uma formação que luta há 22 pela criação de um Estado curdo no Sul da Turquia. Amanhã à noite os chefes da diplomacia dos Vinte e Cinco vão tentar um último acordo sobre o quadro negocial em que deverão decorrer as reuniões onde se discutirá a adesão à União. Perante a morosidade do processo e a polémica que divide os estados membros o primeiro-ministro turco ameaçou que Ancara poderá desistir e dizer não à Europa. Aos que se opõem à entrada do seu país Recep Tayyp Erdogan chamou fanáticos e pediu-lhes que abondonem os preconceitos. O representante da diplomacia europeia, Javier Solana, defendeu que é preciso respeitar os compromisso com a Turquia e dar início, segunda-feira, às negociações oficiais da adesão.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.