Última hora
This content is not available in your region

Merkel prepara governo de coligação com muitos obstáculos

Merkel prepara governo de coligação com muitos obstáculos
Tamanho do texto Aa Aa

Tempos difíceis aguardam a recém-designada chanceler alemã Angela Merkel à frente da grande coligação que vai governar a Alemanha.

As divergências entre sociais democratas do SPD e conservadores da CDU e da CSU fazem adivinhar muitos obstáculos. No entanto Merkel permanece optimista, como se depreende pelas declarações proferidas esta segunda feira: “não vejo que a possibilidade de se chegar a um acordo quanto à política externa seja mais difícil que as questões importantes de política interna.Penso que existe um fundo comum e que por vezes existem diferenças que eu, enquanto chanceler, poderei acentuar quando decidir o meu programa de visitas”.” Mas a política externa não será seguramente o único ponto de divergências entre os parceiros da coligação. Nos próximos dias os três partidos vão negociar a criação do programa governamental.O SPD controla 8 das catorze pastas minesteriais, algumas delas de grande importância como as finanças ou os negócios estrangeiros. Cedências que a CDU teve que fazer para que os sociais democratas aceitassem o afstamento de Gerard Schroeder, que ao que tudo indica terá sido excluído do novo governo. Os conservadores ficam no entanto com a pasta da economia, atribuida ao líder da CSU da Baviera, Edmund Stoiber. A CSU deverá assumir também a pasta da agricultura e defesa dos consumidores, enquanto a ministra da família deverá ser entregue à democrata cristã ursula Von der Leyen.