Última hora
This content is not available in your region

Sindicatos franceses suspendem greve em Marselha

Sindicatos franceses suspendem greve em Marselha
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de trabalhadores franceses da companhia de “ferry boats” SNCM decidiram esta segunda-feira prolongar uma greve que se mantém há quase três semanas, desde que o governo anunciou a privatização da empresa. Governo e sindicatos não chegaram a acordo sobre o fim dos conflitos, no entanto, os trabalhadores do porto de Marselha anunciaram a suspensão da greve que se prolongava há quase duas semanas.

A decisão foi tomada após uma reunião que envolveu os ministros dos transportes e das finanças franceses e membros da plataforma sindical CGT, que reivindicavam melhores salários. O governo francês quer entregar 38 por cento do capital da SNCM ao fundo de investimento Butler Capital Partners, 28 por cento a uma operadora de transportes, mantendo um quarto do capital e cedendo 9 por cento aos trabalhadores. Na base da decisão desta privatização está a enorme dívida acumulada pela empresa. O conflito social que se seguiu é visto como o primeiro grande teste à governação de Dominique de Villepin, que chegou ao poder apenas há alguns meses.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.