Última hora
This content is not available in your region

UE preocupada com gripe das aves

UE preocupada com gripe das aves
Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros da saúde da União Europeia reuniram-se esta quinta-feira nos arredores de Londres para expor os seus planos nacionais de prevenção e de combate a uma eventual pandemia de gripe aviária e analisar possíveis medidas comuns.

Em Bruxelas, após uma reunião de peritos veterinários da União, a Comissão Europeia decidiu alargar o embargo à entrada na UE de aves e penas provenientes da Rússia. “O Comité Permanente da Cadeia Alimentar apoiou o embargo de aves de estimação e penas da Sibéria de forma a cobrir todo o território russo, com excepção de Kalininegrado, Leninegrado, Karelia, Murmansk e São Petersburgo”, declarou a porta-voz da Comissão Europeia, Pia Ahrenkilde Hansen. Casos de gripe aviária já se verificam em vários países europeus, mas nem todos dizem respeito à estirpe mais perigosa. A existência do perigoso vírus em aves a sul de Moscovo foi o principal motivo para a decisão dos 25. Os casos de H5N1 detectados perto da capital russa levaram as autoridades da Holanda, da Alemanha e da Áustria a ordenar o enclausuramento dos animais decriação, de forma a limitar os riscos de transmissão. Muitas aves migratórias russas têm como destino regiões do Norte da Europa.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.