Última hora
This content is not available in your region

Conservadores apresentam governo minoritário, mas buscam aliança com liberais

Conservadores apresentam governo minoritário, mas buscam aliança com liberais
Tamanho do texto Aa Aa

Kazimierz Marcinkiewicz, primeiro-ministro indigitado da Polónia, anunciou ontem à noite que irá submeter um governo minoritário ao Parlamento.

Com o espectro de eleições legislativas à vista, caso esta equipa governativa não receba a confiança parlamentar, o partido conservador Direito e Justiça anunciou, no entanto, que vai manter as negociações com os liberais da Plataforma Cívica, tendo em vista a formação de uma coligação maioritária. É que os conservadores apenas conseguiram 155 dos 460 mandatos parlamentares, pelo que qualquer governo apresentado estará condenado a uma existência precária. Os dois partidos de direita arredaram o centro-esquerda do governo ao prometerem governar em conjunto e combater a corrupção, mas, devido a divergências sobre a política económica, não conseguiram chegar a acordo para formar uma aliança. Para retomar negociações, Donald Tusk, presidente da Plataforma Cívica e vencido nas presidenciais deste mês, incitou o líder dos conservadores a assumir a chefia do governo. Porém, Jaroslaw Kaczinsky rejeitou ocupar qualquer cargo governativo depois da eleição do irmão gémeo para a presidência da república.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.