A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ariel Sharon deverá enfrentar eleições antecipadas em Março de 2006

Ariel Sharon deverá enfrentar eleições antecipadas em Março de 2006
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Israel e Ariel Sharon dificilmente escaparão a eleições antecipadas. Quem o diz é o novo líder do Partido Trabalhista, Amir Peretz. A actual legislatura só deveria terminar em Novembro de 2006, mas Peretz nunca escondeu a intenção de abandonar a coligação governamental e esta intenção tornou-se mais real quando Ariel Sharon adiou uma reunião que tinha marcado com o líder trabalhista.

A ministra da Educação israelita, Limor Livnat, defendeu-se ao afirmar que “Amir Peretz pensa que pode ditar a agenda política, mas não pode. O Likud está mais determinado e unido do que nunca e vai vencer as eleições” independentemente de elas se realizarem em Março ou em Novembro. Amir Peretz, que surpreendeu tudo e todos ao conquistar na passada quinta-feira a liderança do Partido Trabalhista a Shimon Peres, deverá comunicar na próxima quinta-feira a Ariel Sharon a intenção dos trabalhistas de saírem da coligação governamental e acordar com o chefe do Governo uma data para a realização de eleições antecipadas. A crise política agudiza-se numa altura em que Israel relembra Yitzhak Rabin. 200 mil pessoas, de acordo com os organizadores, reuniram-se na noite de sábado para domingo na praça onde o ex-primeiro-ministro foi assassinado no dia 04 de Novembro de 1995.