Última hora

Última hora

Enviado da ONU ao Kosovo quer tempo para conduzir as negociações

Em leitura:

Enviado da ONU ao Kosovo quer tempo para conduzir as negociações

Enviado da ONU ao Kosovo quer tempo para conduzir as negociações
Tamanho do texto Aa Aa

Avançar rapidamente mas sem precipitações. O enviado especial da ONU responsável pelas negociações sobre o estatuto final do Kosovo defendeu esta segunda-feira uma atitude prudente na condução das conversações.

O Kosovo está sob administração da ONU
desde Junho de 1999, data do fim da guerra entre as forças sérvias e os separatistas albaneses.

O antigo presidente finlandês, Martti Ahtisaari, disse mesmo que estaria pronto a ceder o seu cargo àqueles que pensam ser possível concluir as negociações em três ou quatro meses.

O responsável da ONU mostrou-se no entanto consciente da necessidade de chegar a um acordo num prazo razoável.

Ahtisaari não revelou a forma como pretende conduzir as conversações sobre o futuro estatuto da província sérvia, mas mostrou-se favorável ao estabelecimento de contactos directos entre Pristina e Belgrado e entre kosovares, sérvios e albaneses.

Os albaneses do Kosovo, que representam mais de 90% da população, reclamam a independência enquanto Belgrado defende uma autonomia alargada.