Última hora
This content is not available in your region

EUA mantêm poder na gestão da internet

EUA mantêm poder na gestão da internet
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da controvérsia, os Estados Unidos vão continuar a controlar a gestão da Internet. Desde ontem que, em Tunis, na Tunísia, mais de 170 países estão reunidos na Cimeira Mundial sobre a Sociedade de Informação, a SMSI.

E, desde logo, a supremacia americana na gestão de domínios de topo globais, como o “.org” ou o “.com” saltou para a opinião pública como sendo uma das questões que poderia ser mudada. Mas não foi, e nem mesmo as alegadas ligações do ICANN, o organismo que faz a gestão de domínios globais, ao Departamento de Comércio norte-americano afastaram os Estados Unidos do controlo da rede. A comissária europeia Viviane Redding considera, no entanto, que a desigualdade no acesso à Internet entre os países pobres e os países ricos é acentuada e pede por isso uma maior cooperação entre governos. Para combater a chamada infoexclusão, característica dos países em vias de desenvolvimento, vai ser criado um fórum da responsabilidade da União Europeia, que deverá começar a trabalhar a partir do próximo ano. O fórum terá como uma das prioridades diminuir o spam, ou, se se preferir, o lixo informático.