Última hora
This content is not available in your region

Começou maior julgamento da história da justiça espanhola

Começou maior julgamento da história da justiça espanhola
Tamanho do texto Aa Aa

É maior julgamento na história da justiça espanhola. No banco dos réus de um tribunal de Madrid estão sentadas 56 pessoas, acusadas de pertencerem a organizações que alegadamente apoiavam a ETA. Da parte da manhã, o primeiro arguido a ser questionado recusou responder às perguntas da acusação por considerar estar perante um julgamento político.

Instruído pelo juiz Baltazar Garzon desde 98, o processo conta com mais de 300 testemunhas e está explicado ao longo de 200 mil páginas. O julgamento começa num contexto substancialmente diferente em relação ao da abertura do processo. Ha sete anos, a direita, no poder, tinha estabelecido um pacto antiterroristacom os socialistas, privilegiando a via da repressãoa para acabar com a ETA. Agora, correm rumores de que o primeiro-ministro socialista Rodriguez Sapatero poderá abrir o diálogo com os separatistas, depois de o Batasuna ter entregue uma proposta de resolução pacífica do conflito basco, há um ano. Os arguidos podem ser condenados até aos 51 anos de prisão. O julgamento deverá durar entre seis a oito meses.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.