Última hora
This content is not available in your region

Merkel percorre meio mundo para revitalizar imagem de Berlim

Merkel percorre meio mundo para revitalizar imagem de Berlim
Tamanho do texto Aa Aa

O pequeno-almoço foi em Paris e a tarde em Bruxelas, onde a chanceler alemã Angela Merkel se reuniu com o presidente da Comissão Europeia Durão Barroso. Nos próximos dias, esperam-na deslocações a Londres, Moscovo e Washington. O primeiro chanceler alemão no feminino leva uma bagagem diplomática de peso. Angela Merkel pretende mudar a imagem da Alemanha parada e fria.

Em Paris, depois de garantir que Berlim se mantém no eixo franco-alemão, foi a Bruxelas para dizer a Durão Barroso, nas instalações da NATO, que “a Europa se deve concentrar nas reformas económicas, para que, num mundo globalizado, se torne competitiva. Uma Europa economicamente forte pode manter o actual modelo social que oferece”. Merkel não deixou dúvidas que defende uma Constituição para a União Europeia. Durão Barroso responde com a certeza de que a chegada de Merkel ao poder na Alemanha “acontece num momento crucial para a Europa, e afirma que o governo alemão deu um sinal claro ao confirmar que a União está no centro da sua agenda”. Barroso termina com a convicção de que a Europa necessita de uma Alemanha forte. Também forte é o sinal que o novo executivo germânico quer dar ao mundo. Com Jacques Chirac, presidente francês, Merkel renovou laços e reconduziu a política do seu predecessor em relação ao Iraque. Mas não escondeu o interesse em reforçar amizades com o outro lado. Neste caso com Londres e Washington. A presença de Merkel é esperada em Downing Street, onde vai encontrar-se com Tony Blair, o grande aliado dos Estados Unidos. Depois, a visita à Casa Branca. Merkel, em definitivo, quer relançar a Alemanha aos olhos do mundo e mostrar que Berlim é um parceiro de respeito em todos os grandes temas.