Última hora
This content is not available in your region

Uzbequistão interdita espaço aéreo a membros europeus da NATO

Uzbequistão interdita espaço aéreo a membros europeus da NATO
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades do Uzbequistão proibiram os membros europeus da NATO de sobrevoarem o seu espaço aéreo e utilizarem o território uzbeque nas operações de apoio à missão de manutenção da paz no Afeganistão.

A decisão de Tashkent, que será efectiva a partir do ano que vem, surge depois das forças norte-americanas terem sido forçadas a abandonar a base de Karshi-Khanabad, cedida em Outubro de 2001, antes da guerra no Afeganistão. A antiga república soviética, que há onze anos integrou a Parceria para a Paz da NATO, teve um papel crucial em termos logísticos na preparação do conflito que derrubou o regime talibã. Agora, as críticas ocidentais à repressão de Andijan em Maio passado levaram a esta atitude de Tashkent. Após o massacre que terá feito 500 vítimas mortais entre opositores do regime, a União Europeia decretou um embargo ao comércio de armas com o Uzbequistão e recusou vistos de entrada a diversas personalidades políticas uzbeques. Recentemente, Tashkent, que arrisca sanções da NATO, assinou com a Rússia um tratado de assistência militar mútua.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.