Última hora

Última hora

Euromed festeja 10 anos de Processo de Barcelona com cimeira na capital catalã

Em leitura:

Euromed festeja 10 anos de Processo de Barcelona com cimeira na capital catalã

Euromed festeja 10 anos de Processo de Barcelona com cimeira na capital catalã
Tamanho do texto Aa Aa

A capital da Catalunha é, a partir de hoje e durante dois dias, o palco da celebração dos 10 anos do Processo de Barcelona, que conta com 35 membros: os Vinte e Cinco da União Europeia, Marrocos, Tunísia, Argélia, Egipto, Israel, Síria, Líbano, Jordânia, Turquia e a Autoridade Palestiniana.

Uma celebração em forma de cimeira marcada pelos temas da luta antiterrorista, do combate à imigração ilegal e do desenvolvimento da margem sul do Mediterrâneo. Para o responsável da política externa europeia, Javier Solana, “os 35 membros têm problemas comuns, que vão do desenvolvimento político e económico, até aos problemas que hoje em dia são fundamentais como a segurança. Para este décimo aniversário do Processo de Barcelona foram destacados mais de 5.500 agentes de polícia. Destaque ainda para a ausência da maior parte dos chefes de Estado e de governo árabes. O presidente egípcio, Hosni Mubarak, e o seu homólogo argelino, Abdelaziz Bouteflika, não vão participar na cimeira. Bouteflika encontra-se em Paris por motivos de saúde. Mubarak não pretende deixar o Egipto em período eleitoral. A instabilidade política em Israel serviu de argumento para que o ministro dos Negócios Estrangeiros Silvam Shalom se fizesse representar pelo vice-primeiro-ministro Ehud Olmert. O primeiro-ministro José Sócrates e o secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Fernando Neves, representam Portugal.