Última hora
This content is not available in your region

Canadá quer resultados rápidos na luta contra aquecimento global

Canadá quer resultados rápidos na luta contra aquecimento global
Tamanho do texto Aa Aa

O Canadá quer maior empenhamento na luta contra o aquecimento global do planeta. Isso mesmo foi pedido pelo presidente de câmara de Montreal, a cidade anfitriã da Conferência sobre Alterações Climáticas.

Para o “mayor” Gerald Tremblay já não há desculpa para não actuar. Considera que “os Estados têm nas mãos uma responsablididade enorme, e todos sabem que as decisões que se tomarem terão reflexo nas próximas gerações. O dever de todos é alcançar resultados”. Cento e oitenta e nove países participam desde ontem na conferência das Nações Unidas, onde até 9 de Dezembro vão tentar colocar os norte-americanos do lado dos que tentam limitar a emissão de gases com efeito de estufa para a atmosfera. As conversações deverão centrar-se no pós-Protocolo de Quioto. A validade do acordo termina em 2012 e para lá desse horizonte nada está previsto. O protocolo foi ratificado por mais de 150 países, ficaram de fora os Estados Unidos e a Austrália, grande poluidores mundiais, e, entre as nações em vias de desenvolvimento, a China e a Índia também não ratificaram o documento. A administração de George W.Bush prefere antes que se façam mais investimentos em novas tecnologias amigas do ambiente.