A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Hamas decidido a participar nas legislativas apesar das pressões internacionais

Hamas decidido a participar nas legislativas apesar das pressões internacionais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Hamas está decidido a participar nas eleições legislativas palestinianas de 25 de Janeiro, apesar dos apelos à proibição feitos pelos Estados Unidos e dos avisos das autoridades europeias.

O chefe da diplomacia europeia, Javier Solana, de visita ao Médio Oriente, ouviu as preocupações de Israel. Javier Solana não pede, tal como os Estados Unidos, que o Hamas seja proibido de participar pela primeira vez nas legislativas, mas avisa que “a União Europeia é um importante doador da Autoridade Palestiniana” e “será difícil trabalhar no futuro em parceria com movimentos que continuem a não condenar a violência e a defender o fim do Estado de Israel”. O Hamas considera uma ingerência o pedido americano, sobretudo, depois dos excelentes resultados nas autárquicas. Entre a espada e a parede está o presidente palestiniano. Para além das acusações de corrupção e das cisões internas que minam a popularidade do seu partido, o Fatah, Mahmmud Abbas vê subir a pressão para desarmar grupos radicais como o Hamas correndo o risco de desencadear uma guerra civil.