Última hora
This content is not available in your region

Médicos privados alemães nas ruas para exigir aumento dos honorários

Médicos privados alemães nas ruas para exigir aumento dos honorários
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha assiste ao protesto dos médicos privados, descontentes com os baixos salários e o aumento da burocracia. Esta quarta-feira, 40 associações de médicos conseguiram juntar 20 mil profissionais para a mega-manifestação em Berlim. Mas a mobilização levou ao encerramento de 50 mil consultórios, ou seja metade dos existentes no país. Houve outras marchas um pouco por toda a Alemanha.

Os médicos liberais dizem que o seu futuro está ameaçado e pedem medidas ao governo. A ministra da Saúde, Ulla Schmidt, compreende as inquietações, mas envia as queixas para as associações que gerem o sistema. Garante que só uma parte do problema advém da legislação e que compete às associações profissionais e às seguradoras a fixação do montante dos honorários médicos. Mesmo assim, está disposta a receber os representantes da classe.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.