Última hora
This content is not available in your region

Corpo de Slobodan Milosevic recebido por milhares de pessoas em Belgrado

Corpo de Slobodan Milosevic recebido por milhares de pessoas em Belgrado
Tamanho do texto Aa Aa

A chegada dos restos mortais de Slobodan Milosevic causou muita comoção em Belgrado. Procedente de Amesterdão, o féretro foi recebido pelos mais altos dirigentes do partido socialista da Sérvia, SPS, de que Milosevic foi fundador e líder. Hoje e amanhã, o corpo do antigo ditador vai ser exposto na capital, provavelmente numa tenda diante do parlamento, já que o actual governo não autorizou que a vigília fosse feita no interior do edifício.

É diante do parlamento que está prevista a cerimónia do último adeus, a ter lugar este sábado de manhã. O SPS anunciou que o antigo presidente vai ser sepultado no sábado à tarde na sua cidade natal, Pozarevac, possivelmente no jardim da casa onde nasceu, propriedade da família. Um funeral de Estado está fora de questão de acordo com o presidente da Sérvia, Boris Tadic, que proibiu também o uso de unidades do exército no funeral. As cerimónias fúnebres de Milosevic estão a dividir a coligação no poder. Há ministros contra o enterro do ex-presidente na Sérvia e ameaçam demitir-se, outros há que garantem fazer o mesmo se o corpo não tiver direito a um funeral de Estado. A situação é tensa. Na morte Slobo, como é chamado pelos apoiantes, não poderia ser mais polémico. Milosevic morreu no sábado numa cela em Haia, enquanto decorria o seu julgamento por crimes de guerra, crimes contra a Humanidade e genocídio. Há quem garanta que se tratou de um envenenamento, uma autópsia indica um enfarte do miocárdio. Os resultados dos testes toxicológicos deverão ser anunciados ainda esta semana.