Última hora

Última hora

Balcãs lutam contra Danúbio

Em leitura:

Balcãs lutam contra Danúbio

Balcãs lutam contra Danúbio
Tamanho do texto Aa Aa

Uma parte da Europa Central está inundada pelas cheias do Danúbio. O rio atinge o seu mais alto nível desde há 111 anos, devido às chuvas da Primavera e ao degelo. Há vários dias que as povoações ribeirinhas do segundo maior rio da Europa não descansam.

Na Roménia, 750 pessoas foram já evacuadas. A aldeia de Rast, no sudoeste do país, é uma das mais afectadas. Protecção Civil, exército e civis trabalham no reforço de diques e na protecção das margens e foram efectuadas inundações controladas de vastas áreas de floresta e de culturas para aliviar a tensão das águas do rio. As cheias estão a atingir uma boa parte da região dos Balcãs. Roménia, Bulgária e Sérvia são os países mais afectados. Belgrado, a capital sérvia, situada na confluência dos rios Sava e Danúbio,também está a ser fortemente atingida pelas águas. Uma boa parte da cidade está submersa e a circulação é impossível. Estas cheias são catastróficas. Os Balcãs estavam ainda a recuperar das cheias do ano passado que fizeram dezenas de mortos, devastaram enormes áreas cultivadas e destruiram muitas habitações e infraestruturas. Na Bulgária os portos de Lom, Ruse e Silistra estão parcialmente submersos. A cidade de Nikopol está inudada a 40% e o fornecimento de água potável está suspenso. A zona industrial nos arredores da cidade de Vidin está sob cerca de nove metros e meio de água.