Última hora
This content is not available in your region

Coligação de Romano Prodi muda de candidato presidencial

Coligação de Romano Prodi muda de candidato presidencial
Tamanho do texto Aa Aa

A coligação de centro-esquerda liderada por Romano Prodi, que vai governar a Itália na próxima legislatura, decidiu mudar de candidato presidencial a menos de 24 horas do parlamento começar a escolher o novo presidente.

O Senador Giorgio Napolitano, de 80 anos, substitui Massimo D’Alema que concordou desistir da corrida à presidência depois de conversações entre a União da esquerda, apesar de este ser o líder do maior partido na coligação. A mudança de candidato surge depois da recusa categórica dos aliados doprimeiro-ministro cessante Sílvio Berlusconi em apoiar D’Alema. O líder da oposição centro-direita rejeita a candidatura de um comunista à presidência da república. Os representantes parlamentares e regionais começam esta segunda-feira uma votação que se deverá prolongar por pelo menos três dias. A manutenção de D’Alema como o candidato da esquerda poderia prolongar as divisões. Para Silvio Berlusconi “a sugestão de propor para a presidência um político de esquerda é uma proposta indecente, quase um alerta vermelho à nossa democracia”. A constituição italiana prevê que as três primeiras sessões de voto necessitem de uma maioria de dois terços por parte dos membros da Assembleia, mas a partir da quarta sessão basta uma maioria absoluta. Apesar do cargo de presidente ser um cargo simbólico e sem grande poder político, desta vez a escolha do chefe de Estado assume uma importância maior, visto que Prodi não pode formar governo sem o mandato formal do presidente.