Última hora

Última hora

Israel desiste de ofensiva terrestre em grande escala, mas mantém bombardeamentos

Em leitura:

Israel desiste de ofensiva terrestre em grande escala, mas mantém bombardeamentos

Israel desiste de ofensiva terrestre em grande escala, mas mantém bombardeamentos
Tamanho do texto Aa Aa

Israel vai apostar nos ataques aéreos ao Líbano e manter incursões terrestres pontuais, depois de ontem ter perdido nove soldados numa batalha pela conquista de Bint Jbell. O Governo optou hoje por manter a estratégia militar e desistir, por agora, da hipótese de lançar uma ofensiva terrestre mais agressiva, segundo informou uma fonte política. Fica assim adiado o objectivo inicial de “empurrar” as forças do Hezbollah para norte da fronteira alguns kilómetros.

Ontem foi o dia em que o Tsahal sofreu maiores perdas desde que a ofensiva começou. Depois de ter dominado Maron al-Ras, as tropas apostam agora na conquista de Bint Jbell – considerada a cidade bastião do Hezzbollah, mas enfrentaram forte resistência da parte do movimento xiita.

A estratégia militar foi hoje definida numa reunião do Executivo em Tel Aviv. A mesma fonte justificou a decisão afirmando que “de momento o exército não está pressionado pelo tempo e pode continuar a agir enquanto for necessário”.

De acordo com uma sondagem feita pelo jornal Maariv, antes da morte dos soldados do Tsahal, uma grande maioria dos israelitas estava a favor da continuação da ofensiva, mas a opinião pública começa agora a mostrar-se mais sensível à medida que aumentam as baixas.

Do lado de Israel, 51 pessoas morreram desde o início dos confrontos, dos quais 33 são militares. Por contraposição, o Líbano já sofreu mais de 400 perdas das quais 344 são civis.