Última hora

Última hora

Militares israelitas recebem "carta branca" para atacar

Em leitura:

Militares israelitas recebem "carta branca" para atacar

Militares israelitas recebem "carta branca" para atacar
Tamanho do texto Aa Aa

“A força israelita no Libano não terá limite”.A mensagem partiu clara do gabinete do primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, ao vigésimo sétimo dia de guerra contra o Hezbollah xiita que assume agora contornos mais claros. Durante uma visita ao quartel-general do comando norte em Safed, na alta Galileia, Olmert declarou:
“Sei que todos pensam que estamos a combater o Hezbollah mas vamos lá enfrentar a situação: o Estado de Israel está a lutar contra contra a Síria e o Irão que usam o Hezbollah para atacar Israel a partir do norte”.

A acção militar israelita ameaça assim intensificar-se para atingir uma maior área do território libanês de forma a pôr fim aos ataques do Hezbollah. Ontem Israel foi alvo do mais violento bombardeamento do grupo xiita desde o início do conflito. Este ataque causou 15 mortos, entre os quais 12 soldados, e 20 feridos.