Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Tribunal penal vai decidir dentro de dois meses se o grupo Suez é julgado por espionagem

Tribunal penal vai decidir dentro de dois meses se o grupo Suez é julgado por espionagem
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Suez arrisca-se a enfrentar o tribunal por espionagem industrial contra a unidade belga Electrabel. O grupo francês com interesses na área da energia e do ambiente vai conhecer a decisão final em Setembro ou Outubro. Ontem os procuradores recomendaram que a empresa e cinco indivíduos fossem julgados por alegada tentativa de intercepção de comunicações privadas.

Uma das procuradoras envolvidas na investigação, Wenke Roggen, explicou os pressupostos em que assenta a acusação: “Pelo inquérito parece que um instrumento que permite interceptar o que é escrito foi colocado no computador de um funcionário”.

O colaborador da Electrabel visado apercebeu-se da situação em 2004. Ontem os procuradores que investigaram o caso decidiram que as acções em questão poderiam constituir crime, apesar de a Suez ser accionista maioritária da Electrabel na época. Um porta-voz da empresa em causa disse que o grupo não vai fazer comentários enquanto não houver uma decisão final. Dentro de seis meses os envolvidos saberão se vão mesmo ter de enfrentar a barra do tribunal.