Última hora

Última hora

Bento XVI reúne multidões no segundo dia de "peregrinação bávara"

Em leitura:

Bento XVI reúne multidões no segundo dia de "peregrinação bávara"

Bento XVI reúne multidões no segundo dia de "peregrinação bávara"
Tamanho do texto Aa Aa

Um banho de multidão nos arredores de Munique marca o segundo dia do “regresso às origens” de Joseph Ratzinger. Na sua Baviera natal, de maioria católica, o papa Bento XVI reuniu mais de 150 mil pessoas no recinto da nova feira de Munique, durante a primeira das três celebrações eucarísticas ao ar livre da sua viagem.

Uma imagem marcante num país onde o protestantismo é professado por metade da população de 82 milhões de habitantes. Durante seis dias o sumo pontíficie deverá percorrer a Baviera, o maior estado alemão, com um objectivo que ultrapassa a simples viagem nostálgica.

Recebido ontem em Munique pelo presidente e chanceler alemães, que apelaram ao reforço da aproximação entre católicos e protestantes, Ratzinger parece apostado em reforçar antes de mais o peso da religião cristã. Uma determinação, que em conjunto com as posições do papa relativamente ao aborto ou o casamento homossexual, perturbam a popularidade do papa entre os alemães.

Na segunda viagem ao país do seu pontificado, Ratzinger evitará uma vez mais uma deslocação a Berlim. Nos próximos dias deverá fazer uma peregrinação pelos locais que marcaram a sua infância e juventude, nomeadamente Marktl-am-Inn, a aldeia onde nasceu e Reggensburgo, onde estudou e leccionou teologia.