Última hora

Última hora

Cuba assume presidência dos Não-Alinhados

Em leitura:

Cuba assume presidência dos Não-Alinhados

Cuba assume presidência dos Não-Alinhados
Tamanho do texto Aa Aa

A XIV Cimeira do Movimento dos Países Não-Alinhados começou esta segunda-feira em Cuba. A grande incógnita reside no estado de saúde de Fidel Castro e na possibilidade de se reunir com os cerca de 50 chefes de Estado e de Governo que até sábado se vão deslocar a Havana. A organização junta 116 países e foi criada em 1961 por nações que pretendiam manter-se independentes da política de blocos que dividiu o Mundo Ocidental e o Bloco Soviético durante a Guerra Fria. Desde a queda do Muro de Berlim, a organização busca objectivos claros. A condenação do terrorismo pode ser um e os participantes na cimeira vão trabalhar nesse sentido.

Como refere o porta-voz da cimeira, o cubano Moreno Fernandez, a luta contra o terrorismo “não pode ser ditada por datas, como o 11 de Setembro, mas sim por atitudes e políticas. Quem o diz é o representante de um país que há mais de quatro décadas é afectado pelo terrorismo”, sublinha, numa referência à política cubana dos Estados Unidos. Apesar desta não ser uma cimeira anti-americana, entre os chefes de Estado aguardados em Cuba contam-se os presidentes iraniano e venezuelano.