Última hora
This content is not available in your region

Militares espanhóis estão no terreno para integrar FINUL

Militares espanhóis estão no terreno para integrar FINUL
Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha é o terceiro país europeu a estar representado na Força interina para o Líbano II. Depois dos italianos e dos franceses chegaram hoje ao porto de Tiro 600 militares espanhóis que constituem o primeiro contingente dos 1.100 homens que o parlamento autorizou na semana passada. Após esta deslocação para o sul do Líbano, a Espanha deverá encabeçar em Novembro uma brigada multinacional composta pelos soldados enviados pela Polónia, Finlândia, Bélgica, Irlanda e Portugal.

Com a chegada dos espanhóis aumenta para mais de 5000 o número de efectivos no Líbano. Esta é precisamente a meta definida pelas Nações Unidas para completar a retirada de Israel. O comandante da FINUL, Allain Pellegrini, enfrenta aliás um problema de espaço para acomodar todas as tropas, e admitiu mesmo que terá de atrasar a chegada de alguns contingentes por questões de espaço.