A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Governo contra anulação de peça por receio de violência islâmica

Governo contra anulação de peça por receio de violência islâmica
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro do Interior alemão, Wolfgang Shauble, e os representantes islâmicos na primeira conferência sobre a comunidade muçulmana pretendem assistir em conjunto à peça Idomeneo, de Mozart, se a Ópera de Berlim recuar na decisão de anular o espectáculo.

A direcção da Ópera retirou do cartaz a peça devido ao receio de poder suscitar a violência muçulmana. Mas o governo de Angela Merkel lamenta a decisão tomada com base no medo. “Pessoalmente, acho que a anulação é um erro. Creio que a autocensura não nos ajuda perante pessoas preparadas para a violência e que pretendem cometer crimes em nome do islamismo”, disse a chefe de governo.

Na Alemanha vivem mais de três milhões de muçulmanos e os exemplos das caricaturas dinamarquesas, sobre o profeta Maomé e as recentes palavras do Papa, que causaram reacções violentas por parte de muçulmanos, levaram a direcção da Ópera a retirar a peça da programação de Outono, numa altura em que se celebram os 250 anos de Wolfgang Amadeus Mozart.

A ópera Idomeneo é controversa devido a uma cena em que surgem as cabeças de decepadas de Buda, Maomé, Jesus Cristo e Poseidon. A peça do coreógrafo Hans Neunfels foi representada na Alemanha pela última vez em 2004, um ano depois da sua estreia.